Home História Instalações Turmas Vagas Localização Contato

   
   
   
   
   
   
   
NOSSA HISTÓRIA
 

Maria do Carmo Campos Ferreira

 

 

Escola São Vicente de Paulo iniciou suas atividades em 1942, graças à iniciativa dos Srs. Isaias Andrade Ferreira e Maria do Carmo Campos Ferreira, pais da nossa diretora emérita, Dona Mariinha.

 

 

Na época, a família possuía um sítio na região e D. Maria do Carmo, passando a conhecer o bairro, notou a falta de escolas. Havia somente uma escola, a qual era paga. Portanto, no Capão Redondo não havia ensino que pudesse atender as pessoas carentes e, para obter uma educação gratuita, os alunos deveriam ir a Santo Amaro.

1943 - 1ª sala de aula da Escola Mista São Vicente de Paulo

1943 - 1ª sala de aula da Escola Mista São Vicente de Paulo (localizava-se no terreno em frente à Paróquia Nossa Senhora do Carmo , onde hoje há um estacionamento de carros)

 

D. Maria do Carmo, voluntária da Associação das Damas da Caridade de São Vicente de Paulo, conseguiu do Dr. Emílio Castello, dono de um grande sítio, a doação de dois terrenos: um para a construção de uma escola e outro, para a edificação de uma capela, onde hoje está instalada a Paróquia Nossa Senhora do Carmo.

A Associação construiu uma casa no terreno em frente à atual Paróquia Nossa Senhora do Carmo, onde funcionava uma sala de aula e nela morava também a professora, uma vez que a condução era escassa, havendo ônibus somente de manhã e à noite. A capela foi construída alguns anos depois.

1949 - Alunos da escola em frente à antiga Capela Nossa Senhora do Carmo

1949 - Alunos da escola em frente à antiga Capela Nossa Senhora do Carmo , a qual foi demolida em 1971 para dar lugar à atual paróquia.

A Associação, percebendo que não existia nenhuma assistência médica gratuita no bairro em 1950 , conseguiu um posto de saúde volante, que atendia quinzenalmente. Este serviço permaneceu até que surgissem postos permanentes na região. Nessa época já havia sido construída uma sala para reuniões, festinhas, etc e outra, que foi cedida para o atendimento médico.

1950 - Sendo o bairro carente de assistência médica a Associação das Damas da Caridade de São Vicente de Paulo providenciou a construção do Posto de Saúde e salas para reuniões e festinhas.

A escola foi crescendo, necessitando aumentar o número de classes. Por isso, a Associação adquiriu , em 1954 , alguns lotes de terreno onde hoje funciona a escola, ampliando assim, a sua área. A prefeitura construiu aí um galpão de madeira com quatro classes, o que propiciou o recebimento de um número maior de alunos. Anos depois, a Prefeitura fez mais um galpão com duas salas de aula.

1954 - Alunas formandas da 4ª série primária em frente ao galpão inaugurado

1954 - Alunas formandas da 4ª série primária em frente ao galpão inaugurado.

1954 - Alunos formandos da antiga 4ª série primária.

Por volta de 1955, a Associação percebeu a necessidade de ensino para os adultos e implantou aulas de alfabetização de 1ª a 4ª série no período noturno. Os professores eram remunerados pelo SESI e as salas utilizadas eram da Escola São Vicente de Paulo. Em 1979, o SESI deixou de patrocinar o curso e a Associação prosseguiu, implantando o antigo Supletivo de 1ª a 8ª série à noite para adultos, cujos filhos e netos de muitos deles freqüentam hoje nossa escola.

Para atender o número crescente de alunos, em 1966 a Associação decidiu construir um prédio de alvenaria: mais quatro classes foram criadas. Alguns anos depois, a escola conseguiu um gabinete dentário e um dentista que vinha diariamente atender os alunos. Nessa época, a escola já era muito procurada e com sacrifício, foram construídas mais seis salas de aula e posteriormente mais quatro salas.

1966 - Primeiro prédio de alvenaria com 4 salas de aula , até hoje utilizado

1966 - Primeiro prédio de alvenaria com 4 salas de aula , até hoje utilizado. Na época a Associação das Damas da Caridade de São Vicente de Paulo implantou gabinete dentário para os alunos carentes.

A escola sempre cuidou da formação religiosa dos alunos, promovendo anualmente a Primeira Eucaristia e incluindo o ensino religioso em sua grade curricular.

1968 - Dona Maria do Carmos Campos Ferreira , fundadora da escola , encaminha alunas para a Primeira Eucaristia

1968 - Dona Maria do Carmos Campos Ferreira , fundadora da escola , encaminha alunas para a Primeira Eucaristia.

Para melhor atender as crianças, a escola conseguiu do governo estadual a doação da merenda escolar por vários anos.

Na década de oitenta, o bairro já estava bem desenvolvido e o nível social da população foi mudando. Um número maior de pessoas de classe média veio morar no lugar. A Secretaria da Educação começou a construir escolas na região e a Associação notou que não era mais necessário o ensino gratuito, pois as famílias dos alunos já tinham casas próprias, automóveis, enfim, melhores condições de vida e ao mesmo tempo, estava difícil a manutenção da escola, pois as despesas eram muito elevadas. Assim, iniciou-se a cobrança de uma pequena mensalidade.

O número de alunos continuou a crescer e a Associação se viu mais uma vez, na necessidade de construir outro pavilhão com ambientes melhores para secretaria, coordenação, atendimento ao público, sala de vídeo, biblioteca, auditório e seis salas de aula.

Por ser grande a procura, a Associação inaugurou em 2.000, um novo edifício com mais salas de aula, uma quadra coberta, três laboratórios de Informática, laboratórios de Física e Química e ambiente para o curso infantil. O prédio tem quatro andares, possui elevador e garagem no sub-solo.

A escola, seguindo os passos de seu patrono, São Vicente de Paulo, não se descuida da formação religiosa, cultural, sempre dentro dos princípios cristãos.

Veja também:
 
Escola São Vicente de Paulo

 

Todos os direitos reservados ®
www.saovicentedepaulo.com.br

 

Sistema Anglo de Ensino